Fale conosco
13/07/2022 - Outsourcing, Suporte

É importante para qualquer companhia ter processos que potencializem seus recursos digitais. A auditoria de governança de TI é uma ferramenta que assegura o controle e promove o desenvolvimento da tecnologia na empresa.

Um equívoco comum entre os gestores de tecnologia é não conseguir manter a organização quando acontece a inserção de novos equipamentos no negócio.

A governança de TI possibilita fazer o inventário de toda a tecnologia disponível no ambiente da organização, além de identificar problemas e oportunidades.

Contudo, para que essa ferramenta apresente bons resultados é preciso tomar alguns cuidados. Conheça mais sobre ela e veja como aplicá-la no dia a dia.

Boa leitura!

O que é a governança de TI?

Consiste em um conjunto de estratégias de investimento, monitoramento e precauções contra riscos. Tem o objetivo, principalmente, de fazer o alinhamento entre o setor de Tecnologia da Informação e as demais áreas organizacionais.

Com a adoção de práticas bem elaboradas, é possível que a empresa adquira a competência de integrar uma nova tecnologia e expandi-la a mais ambientes corporativos, o que permite a ampliação dos benefícios do TI para todos os setores.

Como a governança de TI melhora os resultados?

Ela permite que a empresa aplique a tecnologia em todos os seus processos e estabeleça vantagens como a automação e integração digital completa no ambiente corporativo, aumentando a qualidade, produtividade e lucratividade.

Todos os serviços passam a ter a contribuição da TI: redução na vulnerabilidade de informações na gestão de dados, maior capacidade de rastreamento na logística, identificação de oportunidade de investimento em marketing e um fluxo operacional integrado e constante no setor administrativo.

Quais os benefícios de uma auditoria de governança de TI?

É fundamental que qualquer empresa passe pelo processo de auditoria, porque permite a identificação e correção de erros, de modo a aumentar a qualidade.

A auditoria de governança de TI busca falhas no gerenciamento e desempenho da equipe responsável pela realização das atividades do setor. Assim, a empresa mantém as áreas em sintonia e evita conflitos e gargalos na produção.

Quais requisitos para uma auditoria de governança de TI?

A transparência é essencial para uma governança de TI eficiente, por isso, deve envolver a prestação contínua de contas e a prática de responsabilização.

Verificações constantes precisam ser realizadas para assegurar a conquista e manutenção das boas práticas. Essa frequência permite demonstrar o uso de recursos e produtos e os resultados produzidos.

Como fazer a auditoria de governança de TI?

Confira os cuidados necessários para a verificação dos procedimentos e, assim, garantir que as falhas tenham sidos corrigidas e a empresa esteja adequada.

Avaliação dos procedimentos de segurança

Todas os procedimentos de segurança digital devem ser rigorosamente verificados para evitar a entrada de malwares que possam acessar e roubar informações sigilosas. As ferramentas de proteção devem ser as mais modernas possíveis para que a confiabilidade da companhia seja assegurada.

Verifique os documentos de governança de TI

Esse é um item essencial para a governança de TI, pois possibilita que os colaboradores compreendam as melhores formas de otimizar os processos, como precaver riscos e quais os resultados esperados de seu desempenho. A documentação precisa ser clara e objetiva para que seja facilmente assimilada.

Prepare os profissionais de TI

Logo que a auditoria for realizada, a equipe passa a contar com processos que otimizam seu fluxo de trabalho. Mas se a empresa não fizer a manutenção, corre-se o risco de voltar à estaca zero. Portanto, é necessário adotar as melhores metodologias de governança do mercado para manter a qualidade.

Ficou com alguma dúvida ou quer mais informações? Acesse nossa página especial e entre em contato conosco.